quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Centro Gastronômico Porto da Barra

Pergunta comum de todo turista: onde há um bom lugar, bonito e barato para comer?  Porto da Barra é um lugar onde essas três equações estão conjugadas, vou explicar por que.
BOM: a ideia que a maioria de nós temos de um bom lugar para comer é onde tenhamos uma série de profissionais do ramo aptos a nos surpreender, sempre de uma forma agradável, seja por amabilidade e simpatia dos garçons, seja ao degustar um prato novo bem elaborado ou simplesmente encontrar numa comida simples e corriqueira, o sabor de nossas saudosas lembranças. Quem já teve a grata sensação de com um sabor ou um cheiro (olor), sentir-se transportado anos atrás e parecer rever um ente querido cozinhando um prato similar, sabe do que estou falando.
Essa capacidade de reunir profissionais que nos deliciem com culinária internacional, típica ou caseira, faz de Porto da Barra uma ótima escolha, encontraremos desde sofisticados restaurantes ao saudoso e arrumado botequim, com nosso petisco preferido. Tudo com o esmero e a limpeza típica dos que gostam e sabem o que fazem.
BONITO: seria desmerecer o lugar de que estamos falando. Construído em um amplo terreno de 14.000 metros quadrados à beira mar, ao lado da típica Colônia de Pescadores de Manguinhos e seu famoso Mercado de Peixes, o lugar absorve a antiga herança buziana, de degustar peixes e petiscos com a bem ponderada e nunca esquecida cerveja gelada. A vegetação nativa, que no caso é remanescente de antigos mangues (mangles), não só foi preservada como re-implantada em vários setores. Você também observará que essa vegetação forma parte da estrutura dos decks e fornece a maravilhosa sombra onde você descansa. O projeto do arquiteto Octávio Raja Gabaglia, um dos mentores da tradicional arquitetura buziana, estabeleceu as normas que você verá aqui, respeitar e valorizar a natureza e conservar o estilo buziano das construções. Os restaurantes formam uma praça de alimentação comum, ao largo de decks primorosamente iluminados, onde você compartilhará a sensação de estar em um lugar privilegiado, com sua família, amigos buzianos, gente famosa ou ilustres desconhecidos.
Mas tudo tem virtudes e defeitos, uma virtude é ter essa praça comum. Geralmente concordar com o que comer gera atritos, as crianças querem comer pizza e os pais comida asiática, por exemplo. Quase todos os estabelecimentos permitirão que você faça seu pedido em um ou outro restaurante, assim pais e crianças poderão compartilhar a mesa. Outra virtude é ter um amplo estacionamento, raro em outros lugares da cidade.
O defeito, no meu caso em particular não tem solução, é a incapacidade de definir a que horas visitar Porto da Barra; almoçar e ficar submetido a uma interminável preguiça sob a sombra de suas árvores? Ou ir no meio da tarde para comer alguma coisinha e deliciar-me com cerveja gelada até a iluminação clarear os decks e a vegetação? À noite depois de um caloroso dia de praia, aproveitar uma romântica e fresca ceia? Quando visite não marque compromissos posteriores, correrá sério risco de não cumpri-los.
BARATO: que é barato? Tudo que compre, a um custo que seja de acordo com o benefício obtido. Já sei, não responde a sua pergunta.
Aqui citarei três opções de comida de cada um dos estabelecimentos, cobrindo menus para todos os orçamentos. Assim você poderá determinar com antecipação, agora que está lendo este post, o dinheiro que reservará durante suas férias para visitar Porto da Barra. Não importa o que tome, seja uma cerveja ou um vinho mais caro, o que não pode é deixar de conhecer este lugar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor identifique se, onde diz comentar como: escolha as opções, ou poste em Nome/URL. No responderei, perguntas anônimas. Obrigado.